Subir

Paradoxo da Escolha nos Negócios: Nem Sempre Ter Muitas Opções é Sinônimo de Muitas Vendas

Por |

Paradoxo da Escolha nos Negócios: Nem Sempre Ter Muitas Opções é Sinônimo de Muitas Vendas

Ainda me lembro como se fosse ontem, eu e meus irmãos em uma locadora de cartuchos de Vídeo Game, diante de uma variedade enorme de jogos e tendo que escolher apenas um deles, não eram raras as vezes que caíamos no sopapo e nossos pais passavam vergonha, como castigo, não nos deixavam locar o jogo, frustração pra nós e também pro dono da locadora… Aquela gama de opções que tínhamos até parecia dar a sensação de liberdade, mas, no fim das contas, sentíamos-nos frustrados pois sempre passávamos de 30 a 60 minutos pra escolher e quase sempre (ou sempre) ficávamos insatisfeitos com a escolha, mesmo parecendo ter sido bem feita. Mas afinal de contas, o que isso tem a ver com negócios e vendas? É o que vamos ver adiante.

O que é o Paradoxo da Escolha?

Quantas vezes temos a sensação de estarmos perdidos em meio a tantas opções? Já deixou de comprar um aparelho por não saber se logo após sairia um modelo mais moderno no mercado? E na hora de fazer o pedido na Subway? A não ser que você seja como eu, que sempre pede o baratíssimo do dia, com certeza já ficou bem desconfortável com a pressão de escolher apenas um diante daquela imensa variedade.

Dentre tantas opções, é normal a expectativa de que vamos escolher o produto perfeito, mas, mesmo que a escolha supra todas as necessidades, o fato de tantos outros modelos terem ficado para trás, traz a dúvida sobre a escolha ter sido boa ou não. Afinal, havia um modelo mais barato, outro com uma câmera melhor, outro com 1gb de memória… Será que fiz a escolhe correta?

Uma quantidade exorbitante de opções pode até atrair atenção, mas também gera desestímulo a compra e mesmo que o desestímulo seja superado e a decisão tomada, o consumidor termina por ficar insatisfeito com ela. Isso se chama Paradoxo da Escolha

A causa da Frustração

Toda escolha requer que abramos mão de outra. Se você escolhe um celular entre 30 outros modelos, você deixa 29 para trás, isso gera efeitos psicológicos que atingem o nível de satisfação.

O produto que você comprou não é perfeito, assim como nenhum é, com o tempo, começa a vir as comparações e você se imagina tendo feito uma escolha diferente que poderia ter sido mais vantajosa.

Como resultado, você sente frustração, insatisfação e arrependimento. Aqui é só um exemplo, mas esse conceito pode ser aplicado em qualquer área e nível de decisão.

 

Onde entra o Marketing

A marca do produto é um fator muito importante na hora de superar esse obstáculo que o excesso de escolhas pode terminar causando no psicológico do consumidor. Uma boa estratégia de Marketing, introduzindo a marca, slogan e o produto na mente do cliente em potencial, a fim de chamar sua atenção e encantá-lo.

Quanto melhor for a campanha de marketing, mais reforçada a marca fica na mente do consumidor, assim, mais fácil será pra que ele decida entre a sua marca ao invés da marca do concorrente.

Importante salientar que o Marketing não faz milagre. Se seu produto não for bom, inovador e com preço competitivo, de nada adianta gastar com campanhas de Marketing.

Comentários